EuLutoContraADepressao


Eutimia

Qual é a importância da depressão na saúde pública?

A depressão é muito comum. Todos os anos, cerca de 20 milhões de cidadãos europeus sofrem de depressão (OMS, 2008). Em Portugal, são 400.000 pessoas, com mais de 18 anos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão é a doença mais incapacitante do mundo, afetando aproximadamente uma em quatro mulheres e um em oito homens ao longo da sua vida. Estima-se que, todos os anos, 5-6% dos europeus passam por um período de depressão; em Portugal são cerca de 8%. Na Europa, um terço dos custos globais com doenças está relacionado com doenças do sistema nervoso central, sendo que metade destas envolve um qualquer subtipo de depressão.

impacto da depressão_1

A depressão pode afetar qualquer pessoa. Homens e mulheres de todos os grupos etários, níveis de educação e estatuto socioeconómico podem sofrer de depressão. Quando a depressão está presente todas as áreas da vida são afetadas. A família, os cuidados com os filhos, o casamento, os relacionamentos amorosos, as amizades, o trabalho, os estudos, a carreira e as finanças: todos os aspetos da vida diária ficam comprometidos na presença da depressão. A depressão é frequentemente recorrente depois de um primeiro episódio, podendo tornar-se persistente ou crónica caso não seja diagnosticada e tratada.

Este cenário pode ainda tornar-se mais gravoso quando a depressão acompanha outras doenças como o cancro, a diabetes, a artrite, acidentes vasculares cerebrais ou doenças cardiovasculares, ou ainda perturbações psiquiátricas como a ansiedade e o abuso de substâncias. E isto é frequente e agrava a evolução e o resultado daquelas doenças.

Um número considerável de pessoas deprimidas morre devido a suicídio, e muitas mais envolvem-se em comportamentos de autoagressão não fatal. Só nos Estados-Membros da União Europeia, todos os anos 60 000 pessoas morrem devido a suicídio. Destas, mais de metade sofria de depressão.

Em Portugal, o conjunto dos subtipos de depressão é a 1ª causa de anos de vida com saúde perdidos e o suicídio é a 7ª causa de anos potenciais de vida perdidos: 3 pessoas morrem por dia por suicídio, e até 60 ou mais atentam contra a sua vida.

impacto da depressão_2

Quais as causas da depressão?

Um acontecimento negativo na vida, como a perda de um ente querido, o desemprego, ou uma doença somática grave – bem como stress grave ou prolongado –, pode desencadear um episódio depressivo, mas, por vezes, a depressão ocorre espontaneamente e na ausência de uma causa evidente.

Outros fatores em interação contribuem para o aparecimento e persistência da depressão, incluindo fatores genéticos, alterações dos níveis hormonais, determinadas condições médicas, stresse, luto ou circunstâncias difíceis da vida. Qualquer um destes fatores combinados pode levar a alterações na fisiologia do cérebro e a dificuldades de adaptação a acontecimentos externos e internos, conduzindo a sinais e sintomas depressivos.

impacto da depressão_3

A depressão corresponde a uma falência da adaptação do cérebro aos estímulos e desafios internos e externos e a afetividade e o humor é onde ocorre a desregulação inicial estendendo-se depois às outras funções mentais complexas.