EuLutoContraADepressao


Eutimia

 

Reconhecer a depressão

Se deseja verificar se uma pessoa que conhece sofre de depressão, pode fazer o despiste pela pessoa que esteve a escutar preenchendo o teste Verificar se ele(a) está deprimido(a).

Através de uma pergunta de despiste, por exemplo, perguntando se a pessoa se sente triste, com que intensidade e há quanto tempo, um sacerdote pode explorar a situação de uma pessoa que procura ajuda.

Escutar atentamente – algo que os membros do clero fazem por hábito – é uma característica fundamental.

Um observador interessado que escute cuidadosamente uma pessoa afetada por depressão e esteja atento a pistas verbais e não verbais, irá reparar em três áreas diferentes de problemas e alterações:

  • Sintomas psicológicos – os pensamentos, os sentimentos e a motivação estão afetados
  • Sintomas físicos – por vezes, a depressão manifesta-se apenas através de sintomas somáticos como por exemplo, dores de cabeça, dores de estômago, dores de costas
  • Sintomas comportamentais – estes resultam frequentemente da interação entre os sintomas psicológicos e os sintomas físicos, por exemplo irritabilidade, faltar às aulas, menor desempenho na avaliação, maior retraimento social

Enquanto observador é mais fácil detetar estas alterações: se sente que alguém pode estar deprimido, tente lembrar-se de qual era o comportamento habitual dessa pessoa há meio ano. Como era o seu comportamento perante si e para com os outros? Isso pode ajudar a perceber melhor a sua situação. No entanto, algumas pessoas também tentam esconder os seus sintomas, porque se sentem envergonhadas ou culpadas.

Sintomas psicológicos

  • Sentimento de desespero
  • Perda de sentido
  • Falta de interesse
  • Perda de concentração e atenção
  • Diminuição da autoestima e autoconfiança
  • Sentimentos de culpa e inutilidade
  • Incapacidade de reagir emocionalmente
  • Visão negativa e pessimista do futuro
  • Pensamentos suicidas

Sintomas físicos

  • Perda ou aumento de apetite e de peso
  • Dificuldade em dormir e acordar de manhã
  • Pressão e aperto na garganta e no peito
  • Sudorése intensa, palpitações
  • Dor crónica, semelhante à doença reumática
  • Desinteresse sexual
  • Dificuldade em iniciar atividades
  • Exaustão fácil

Sintomas comportamentais

  • Isolamento social
  • Agitação
  • Mudanças no discurso e na linguagem corporal
  • Falta de motivação, apatia
  • Comportamentos de autoagressão

Como vimos atrás, alguns dos sinais e alterações de comportamento podem ser muito semelhantes ao sofrimento normal. Por isso, é importante diferenciar entre depressão e sofrimento normal.

Se quer confirmar se uma pessoa pertencente à sua paróquia ou comunidade está ou não deprimido(a), tem à sua disposição um teste de despiste que pode responder como se fosse essa pessoa: Saber se ele(a) está deprimido(a).